PUBLICIDADE
Topo

Comer ostras aumenta o prazer sexual? Descubra mitos e verdades dos afrodisíacos

Ana Sachs

Do UOL, em São Paulo

12/06/2012 07h00

Quem pensa que comer uma simples ostra pode resultar em noites de amor incríveis, está enganado. Boa parte do que se diz sobre os afrodisíacos é lenda e não possui comprovação científica. Mas isso não significa que eles não possam dar uma “forcinha” na hora H, estimulando outras funções fundamentais para o ato sexual, como a capacidade de fantasiar e de provocar.

“O verdadeiro órgão sexual é o cérebro. Se ele não funciona bem, o resto falha. No sexo, não tem nada mais importante que o poder de sugestão”, avalia José Alves Lara Neto, médico nutrólogo da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

Alguns alimentos, no entanto, quando incluídos na rotina alimentar, podem trazer alguns benefícios na hora do sexo. “Ainda não existem pesquisas conclusivas a este respeito, mas alguns alimentos podem aumentar a circulação sanguínea, atuar no sistema nervoso central e aumentar a produção dos hormônios sexuais, melhorando a libido, aumentando a sensação de prazer, o tempo de ereção e até a lubrificação vaginal”, explica Priscila Rosa, nutricionista da Equilibrium Consultoria.

Veja abaixo, segundo os especialistas, o que é mito e o que é verdade acerca dos afrodisíacos.