Topo

Quedas internam 3 idosos por hora em SP, mulheres são as maiores vítimas

Do UOL, em São Paulo

2013-09-10T10:06:39

10/09/2013 10h06

Levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que, em média, três idosos são internados por hora em hospitais públicos do Estado de São Paulo vítima de quedas.

Em 2012 houve 27.817 internações de pessoas com 60 anos ou mais em serviços hospitalares do SUS (Sistema Único de Saúde), causadas por queda.

Do total, 60% das internações foram de mulheres com mais de 60 anos.

As regiões que lideram os números absolutos de internações por este tipo de acidente são a Grande São Paulo, com 12.151, e a região de Campinas, que registrou 2.011 casos no ano passado.

“Um dos maiores motivos de quedas em idosos é a falta de equilíbrio e a perda de massa muscular, que ocorrem naturalmente com o avanço da idade”, explica Anderson Della Torre, geriatra e coordenador médico do Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia (IPGG), unidade da Secretaria na zona leste da capital paulista.

Segundo o médico, o número é maior em mulheres pois as idosas tendem a ser mais ativas e possuem menos massa muscular do que os homens.

O uso de medicamentos e o comportamento dos idosos também podem ser apontados como causadores de quedas. Idosos mais ativos, que tendem a realizar atividades, principalmente dentro de casa, possuem maior risco.

Dicas para evitar quedas dentro e fora de casa:
 
- Realizar atividades para reforço muscular e equilíbrio;
- Quando sofrer alguma queda procurar um médico imediatamente para investigar qual o motivo;
- Utilizar calçados fechados e que possam ser presos ao redor dos calcanhares;
- Em casa, retirar possíveis obstáculos como mesas de centro;
- Colocar os objetos mais utilizados no dia a dia em prateleiras baixas ou em locais de fácil alcance;
- Tomar cuidados para não utilizar tapetes em casa, principalmente no banheiro;
- Em caso de idosos que já tenham muita falta de equilíbrio, é recomendável que sejam instaladas adaptações como corrimãos, elevação dos vasos sanitários e barras de apoio.

Mais Ciência e Saúde