Topo

Menina de 11 anos cria caneca para pacientes com Parkinson, como seu avô

Dol UOL, em São Paulo

2014-06-10T17:00:00

10/06/2014 17h00

Uma menina de 11 anos, moradora de Chicago (EUA), criou um modelo especial de caneca que evita que o conteúdo seja derramado acidentalmente. Lily Born começou a trabalhar na peça de porcelana aos 9 anos, para evitar que o avô, que possui a doença de Parkinson, derramasse suas bebidas.

O “Kangaroo Cup" (copo canguru), como é chamada a invenção, possui um design com três alças, que garantem o equilíbrio do objeto mesmo em superfícies mais irregulares, funcionando como um tripé. O fundo da caneca é mais elevado que o tripé, o que dispensa o descanso de copos. A caneca é fácil de empilhar e pode se levado ao micro-ondas.

Dois anos após criar o primeiro modelo, a jovem começou uma nova campanha no Kickstarter, site especializado no financiamento de projetos, para conseguir realizar a transição da caneca para um material plástico, que o torne “inquebrável”, mesmo nas mãos de crianças pequenas.

Com a ajuda do pai e de designers e fabricantes, Lily criou uma nova versão do produto a base de polipropileno. "Só porque você é uma criança não significa que você não pode fazer coisas grandes e importantes", diz a menina em seu vídeo de apresentação no site. O Kangaroo Cup pode ser encomendado no site do projeto e o conjunto com quatro canecas, custa US$ 25 (aprox. R$ 60).

Mais Ciência e Saúde