Está acima do peso? Pode ser que você não esteja dormindo direito

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStock

Dormir mal pode levar ao aumento do peso e adicionar centímetros à sua cintura, segundo um estudo realizado pela Universidade de Leeds, no Reino Unido. A pesquisa mostra que adultos que dormem pouco são mais propensos a sobrepeso e obesidade.

Foram entrevistados 1.615 britânicos, que informaram o tempo médio de sono e os registros de ingestão de alimentos. Também foram colhidas amostras de sangue, além de dados sobre peso, circunferência da cintura e pressão arterial.

Os resultados mostraram que as pessoas que estavam dormindo cerca de seis horas por noite tinham uma medida de cintura 3 cm maior do que indivíduos que tinham nove horas de sono por noite.

Uma das possibilidades para a relação entre peso e sono é que a privação de sono provoca alterações metabólicas e faz com o que o corpo produza mais hormônio de fome (grelina) e menos hormônio de saciedade (leptina).

O estudo, no entanto, não se restringiu a analisar os vínculos entre duração do sono, dieta e peso. Foi levado em consideração também a saúde metabólica geral --como pressão sanguínea, colesterol no sangue, açúcar no sangue e função da tireoide--, o que reforçou a evidência de que o sono insuficiente pode contribuir para o desenvolvimento de doenças como diabetes.

O sono mais curto foi relacionado ainda a níveis reduzidos de colesterol HDL no sangue dos participantes. O HDL é conhecido com o "colesterol bom", que protege contra condições como doenças cardíacas.

Curiosamente, a pesquisa não encontrou relação entre o sono encurtado e uma dieta menos saudável, um fato que surpreendeu os pesquisadores, já que outros estudos apontam que o sono encurtado pode levar a escolhas ruins na hora de se alimentar.

Efeitos colaterais da falta de sono

Além de obesidade, doenças metabólicas e cardíacas, estudos anteriores já relacionavam a falta de sono crônica ao aumento do risco de ansiedade, disfunções sexuais, espinhas e até rugas. "O sono é fundamental para a integridade do corpo", explica a pesquisadora Mônica Levy Andersen, do Instituto do Sono da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). 

Qual é o tempo ideal de sono? 

A duração do sono ideal varia conforme a pessoa e segundo sua idade, quanto mais velha menos sono a pessoa tem. Enquanto uma criança de 2 anos precisa de períodos entre 11 e 14 horas de sono diárias, um adulto com mais de 65 anos deve dormir 7 horas por noite. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos