PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Santos proíbe consumo de bebidas alcoólicas em áreas públicas após as 20h

Santos proibiu consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos, como a faixa de areia, após as 20h - Gabriel Oliveira/UOL
Santos proibiu consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos, como a faixa de areia, após as 20h Imagem: Gabriel Oliveira/UOL

Do UOL, em São Paulo

27/01/2021 09h02

A Prefeitura de Santos (SP) proibiu a partir de ontem o consumo de bebidas alcoólicas em áreas públicas da cidade após as 20h. A medida foi tomada em adequação às novas regras do Plano São Paulo, divulgadas na semana passada, para tentar conter o avanço da covid-19.

Segundo a prefeitura de Santos, ninguém poderá consumir bebidas alcoólicas em espaços públicos, como na faixa de areia, no calçadão da praia, em ruas, avenidas e praças. Quem descumprir a regra pode ser multado com um valor que varia de R$ 1,5 mil a 12 mil, conforme previsto no Código de Postura do Município.

As novas determinações do Plano São Paulo começaram a valer na segunda-feira (25). A Baixada Santista passou da fase amarela para a fase laranja. No entanto, o governo também determinou que todo o estado fica em fase vermelha — que permite apenas serviços essenciais — das 20h às 6h, em todos os dias úteis.

A fase vermelha valerá também para todo estado nos finais de semana e feriados, contando a partir do próximo final de semana, nos dias 30 e 31.

Além da proibição do consumo de álcool, o prefeito Rogério Santos (PSDB) também disse que intensificará a coibição de eventos irregulares e da falta da máscara em vias públicas. "Vamos fiscalizar baladas e festas clandestinas, além dos estabelecimentos que não cumprem os protocolos", disse ele na segunda-feira (25).

As praias de Santos permanecem abertas ao público durante a semana. Aos sábados e domingos, dias abrangidos pela fase vermelha, não haverá comércio nos quiosques nem de ambulantes na orla. A recomendação da prefeitura é de que a faixa de areia seja utilizada para a prática de esportes individuais, sem uso de cadeiras ou guarda-sóis.

Dados da administração municipal mostram que Santos registra mais de 33 mil casos de covid-19 e 1.014 óbitos em decorrência da doença.

Saúde