PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Diretor da OMS diz que é "perigoso" pensar que pandemia está perto do fim

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde) - Fabrice COFFRINI / POOL / AFP
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde) Imagem: Fabrice COFFRINI / POOL / AFP

Mrinalika Roy

Reuters, Bengaluru

24/01/2022 08h48Atualizada em 24/01/2022 08h48

O diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde) disse hoje que seria perigoso assumir que a altamente transmissível variante ômicron do coronavírus é a última cepa que surgirá e que o mundo está no final da pandemia de Covid-19.

Entretanto, Tedros Adhanom Ghebreyesus disse que é possível neste ano sair da fase aguda da pandemia em que a covid-19 representa uma emergência sanitária global se estratégias e ferramentas como testes e vacinas forem utilizadas de forma abrangente.

Falando na abertura da reunião do Conselho Executivo da entidade, Tedros disse que desde que a ômicron foi identificada pela primeira vez, há pouco mais de nove semanas, mais de 80 milhões de casos foram relatados à agência das Nações Unidas, mais do que em todo o ano de 2020.

"As condições são ideais para que surjam mais variantes", acrescentou ele.

Saúde