Anvisa aprova registro de testes de zika vírus

Lisandra Paraguassu

Em Brasília

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou nesta quarta-feira (3) o registro de dois testes de laboratório que possibilitam a detecção dos vírus da dengue, chikungunya e zika com apenas um exame, e um terceiro que pode verificar a presença do vírus em amostras biológicas em estudo.

Um dos exames é feito pelo laboratório alemão Euroimmun, e os demais pelo brasileiro Quibasa/Bioclin. O governo brasileiro pretende distribuir esses testes para 29 laboratórios credenciados a partir do final deste mês, conforme informou à Reuters na segunda-feira (1º) o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Atualmente, o sistema de saúde não tem como diferenciar os três vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti, e em muitos casos a contaminação do zika era registrada como dengue.

A partir desta semana, o governo começa a distribuir um outro exame, que permite a testagem apenas para o zika e começará a notificação compulsória dos casos, o que não era feito até agora.

Os exames que diferenciam as três doenças, aprovados nesta quarta-feira pela Anvisa, permitirão aos laboratórios identificar cada uma delas, mas funcionam apenas no período chamado de viremia -- quando o doente apresenta os sintomas-- e, no caso da zika, em que esse período é curto, tem menor eficácia.

Os laboratórios nacionais trabalham no desenvolvimento de um outro exame que possa detectar a presença de anticorpos do vírus mesmo depois da infecção ter acabado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos