Com 7 anos de atraso, estação de trem mais cara do mundo é inaugurada em NY

Em Nova York

  • Frank Franklin II/AP

A estação de trens do World Trade Center (WTC) em Nova York abriu suas portas nesta quinta-feira (3), um projeto que levou 12 anos para se concretizar e se tornou o mais caro do mundo.

O arquiteto espanhol Santiago Calatrava inaugurou a estação afirmando que trata-se de uma "mensagem de amor" para a cidade. Calatrava cortou a fita na entrada do Oculus, o emblemático e gigantesco salão que domina a estação.

"É um grande momento", disse Calatrava em inglês. "Espero que os nova-iorquinos apreciem e aproveitem e que (...) ela se converta em uma ferramenta de revitalização do baixo Manhattan".

Frank Franklin II/AP
Futurista: lado de fora da estação World Trade Center, em Nova York

Construída no entorno do local onde ficavam as Torres Gêmeas do WTC, área transformada em memorial depois dos atentados do 11 de Setembro de 2001, a estação conectará os trens suburbanos com destino a Nova Jersey (PATH) com 11 linhas de metrô.

O emblemático Oculus mede 111 metros de comprimento e é "coroado" por vigas que apontam para o céu. A ideia é evocar uma ave abrindo as asas para levantar voo.

A estação abrigará um amplo shopping, com quase 34 mil m². Lojas e restaurantes abrem as portas em agosto.

O projeto começou em 2004 e foi muito criticado por sua estética, atrasos e custo.

Inicialmente estabelecido em US$ 2 bilhões, o orçamento chegou a US$ 3,85 bilhões, segundo o escritório do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, responsável pelo projeto. Prevista para ser concluída em 2009, a obra foi entregue com sete anos de atraso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos