Promotores pedem pena capital para autor do massacre de Charleston

Washington, 24 Mai 2016 (AFP) - A promotoria federal dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira que pedirá a pena de morte para Dylann Roof, acusado de ter matado nove fiéis negros em uma igreja de Charleston, na Carolina do Sul.

Dylann Roof, 22 anos, é acusado do assassinato de nove paroquianos que se encontravam na simbólica igreja da comunidade negra Emanuel African Methodist Episcopal Church (AME), no que constituiu o pior massacre racista da história recente dos Estados Unidos.

Roof foi detido na Carolina do Norte, um dia após o massacre.

"De acordo com o rigoroso procedimento de revisão do departamento para levar em conta todos os assuntos factuais e legais, decidi que o departamento de Justiça pedirá a pena de morte", anunciou o procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch. "A natureza do crime e o dano que causou provocou esta decisão".

Dylann Ross foi acusado pelo massacre em tribunais federais e da Carolina do Sul.

O julgamento na Carolina do Sul, onde Ross também enfrentará a pena capital, começa no dia 17 de janeiro. A data do início do julgamento federal ainda não foi definida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos