Topo

Albatroz mais velho do mundo põe um ovo aos 66 anos em reserva no Pacífico

Dan Clark/U.S. Fish and Wildlife Service via AP
Imagem: Dan Clark/U.S. Fish and Wildlife Service via AP

Em Washington

2016-12-11T09:38:00

11/12/2016 09h38

A ave marinha mais velha conhecida está esperando uma cria, anunciaram os encarregados da Reserva de Vida Silvestre do Atol americano de Midway.

A albatroz de Laysan, conhecida como Wisdom (Sabedoria), que tem por volta de 66 anos, está chocando um ovo novamente, o que a coloca no caminho de se tornar a ave siltrestre mais velha do mundo a reproduzir.

Wisdom retorna ao atol há seis décadas, explica Charlie Pelizza, chefe do projeto no refúgio natural nesse local no meio do Oceano Pacífico, subordinado ao Serviço de Pesca e Vida Silvestre dos Estados Unidos.

"O pessoal está emocionado com a notícia de que Wisdom está de volta e incubando", assinalou.

A ave é monitorada desde 1956 e desde 2006 teve nove filhotes e viajou uns 5 mil quilômetros ao longo de sua vida.

Seu companheiro, Akeakamai, foi visto perto do ninho em 23 de novembro.

A Reserva de Vida Silvestre do Atol de Midway é o lar da maior colônia desse tipo de aves no mundo.

O pessoal do parque acha que Wisdom poderá ficar um ano criando no atol, já que essas aves levam esse tempo para mudar e trocar a plumagem.

Os pássaros passam quase 90% de sua vida voando, viajando milhares de quilômetros todos os anos em busca de alimento.

Calcula-se que há três milhões de aves reprodutoras no refúgio do Atol de Midway.