Princesa das Astúrias para Karen Armstrong, estudiosa das religiões

Madri, 31 Mai 2017 (AFP) - A escritora britânica Karen Armstrong foi anunciada nesta quarta-feira como a vencedora do prêmio espanhol Princesa das Astúrias das Ciências Sociais por seu trabalho de estudo das religiões e seu compromisso com o diálogo entre diversas confissões.

Armstrong "é uma das maiores autoridades atuais no conhecimento das três religiões do Livro, judaísmo, cristianismo e islã", destacou o júri.

"Sobressi pela profundidade de suas análises históricas, por seu imenso trabalho bibliográfico e de pesquisa, assim como por seu compromisso ativo com a divulgação de uma mensagem ética de compaixão, paz e solidariedade", completou.

Nascida em Wildmoor (centro do Reino Unido) em 1944, Armstrong entrou em um convento católico aos 18 anos, mas abandonou a vida religiosa em 1969 para dedicar-se aos estudos de Literatura Contemporânea.

Mas sua carreira prosseguiu dominada pela fé: em 1982 escreveu e apresentou uma série documental sobre a vida de São Paulo para a televisão britânica e desde 1984 se concentra quase exclusivamente ao estudo comparado dos três grandes credos monoteístas.

Sua obra inclui livros sobre a guerra santa, os fundamentalismos religiosos e vários textos sobre Maomé.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos