Áudios de traficantes e provas do caso Odebrecht em museu do MP na Colômbia

Bogotá, 7 Jul 2017 (AFP) - O uniforme do comandante das Farc "Mono Jojoy", morto em uma operação em 2010, conversas entre traficantes e até um telefone apreendido na investigação do caso Odebrecht poderão ser vistos no museu do Ministério Público da Colômbia, inaugurado nesta sexta-feira em Bogotá.

O museu foi inaugurado no contexto do 25 aniversário do Ministério Público e tem como objetivo aproximar o público da instituição, expondo os objetos apreendidos em processos judiciais, entre os quais também se destacam um jet ski do narcotraficante Pablo Escobar e três computadores que pertenciam às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), atualmente em processo de reintegração à vida civil.

No total, no museu, que abrirá suas portas ao público no dia 1 de agosto, há cerca de 150 objetos dispostos em seis salas dedicadas à história do MP, ao narcotráfico, às Farc, aos paramilitares, à corrupção e ao "processo 8.000", que desestabilizou a política colombiana nos anos 1990, atingindo inclusive o então presidente Ernesto Samper que foi acusado de receber dinheiro do tráfico de drogas.

pho-lda/fj/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos