PUBLICIDADE
Topo

Japão e China dominam lista francesa da gastronomia mundial

29/11/2017 06h14

Paris, 29 Nov 2017 (AFP) - O Guy Savoy de Paris lidera pelo segundo ano consecutivo "A Lista", uma classificação francesa das mil melhores mesas do mundo, mas Japão e China concentram o maior número de restaurantes, anunciaram à AFP os organizadores.

Lançada em 2015 como resposta à classificação britânica "50 Best", "A Lista" tem o Guy Savoy (99,75 pontos em um total de 100) no primeiro lugar, seguido por Le Bernardin de Nova York e Kyubey de Tóquio, ambos com nota 99,5.

Entre os 10 primeiros colocados aparecem dois restaurantes espanhóis, com 99 pontos cada: El Celler de Can Roca em Girona e Martín Berasategui em Lasarte.

Os mil restaurantes foram selecionados a partir de um algorítmo que cruza 550 fontes gastronômicas, desde o prestigioso guia Michelin, a jornais de referência como The New York Times e iniciativas mais recentes, como "Cubapaladar", o primeiro guia cubano, informaram os organizadores.

Como nas duas primeiras edições, o Japão é o país mais representado na classificação, com 134 estabelecimentos. A China, com 123, supera pela primeira vez a França, que aparece em terceiro lugar com 118 mesas, seguida pelos Estados Unidos (88).

O brasileiro D.O.M, do chef Alex Atala, de São Paulo, está entre os 100 primeiros, com 97,25 pontos.

"A Lista" foi estimulada pelo ministério francês das Relações Exteriores para contra-atacar a influente e polêmica classificação "World's 50 Best Restaurants", acusada especialmente de ter uma representação reduzida da gastronomia francesa.

O presidente e fundador da iniciativa, o embaixador Philippe Faure, também presidente da Atout France, a agência de promoção do turismo na França no exterior, afirmou que "A Lista" não recebe dinheiro público e tem o apoio de patrocinadores, como a companhia Air France.

alm-app/an/fp

AIR FRANCE-KLM

TRIPADVISOR