Ciclone Mekunu deixa 11 mortos no Iêmen e em Omã

Salalah, Omã, 27 Mai 2018 (AFP) - O ciclone Mekunu, que castigou nos últimos dias a ilha iemenita de Socotra e o sudoeste de Omã, deixou pelo menos 11 mortos, enquanto que oito pessoas continuam desaparecidas - informam autoridades locais.

O ciclone se deslocou para noroeste, rumo ao Rub al-Khali, esse "Quarto Vazio" que é um dos maiores desertos do mundo, na Arábia Saudita, onde ventos violentos e fortes chuvas foram apontados pelas autoridades.

Em Omã, o governo informou que há quatro mortos, entre eles uma adolescente de 12 anos. Na sexta-feira, os ventos chegaram a 170 km/h, especialmente na província de Dhofar. Chuvas torrenciais causaram grandes inundações.

Mekunu atingiu a ilha de Socotra na quarta à noite, custando a vida de pelo menos sete pessoas, sendo cinco iemenitas e dois indianos, relatou o ministro iemenita de Recursos Haliêuticos, Fahd Kfaïn.

As equipes de socorro resgataram quatro marinheiros indianos, mas oito seguem desaparecidos.

Cerca de mil famílias da ilha tiveram de ser retiradas, depois que suas casas foram atingidas.

O governo de Omã decretou três dias de feriado para funcionalismo público, escolas e setor privado, incluindo bancos, em função do grande volume de água nas ruas, que ainda não baixou.

str-mou-oh/ras/hj/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos