PUBLICIDADE
Topo

Trump sugere que pode atuar por decreto na questão migratória

26/10/2018 14h10

Washington, 26 Out 2018 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu a entender nesta sexta-feira que pode contornar o Congresso e atuar por decreto sobre a questão migratória, se seus opositores democratas continuarem resistentes a seus objetivos.

"Os Estados Unidos gastam milhões de dólares ao ano em imigração ilegal. Isso não vai continuar. Os democratas devem nos dar os votos para passar leis fortes (mas justas). Se não o fizerem, seremos forçados a atuar de uma maneira mais forte", escreveu no Twitter.

Segundo vários meios de comunicação, a Casa Branca estuda emitir um decreto que suspenda a possibilidade dos migrantes centro-americanos possam entrar nos Estados Unidos para requerer asilo.

Uma tal medida seria, muito provavelmente, levada à Justiça.

Em plena campanha para as eleições legislativas de 6 de novembro, Trump colocou a questão migratória no centro de seu discurso, especialmente porque uma caravana de milhares de hondurenhos avança a caminho dos Estados Unidos.

Na quinta-feira, Trump reiterou que pode usar os militares para enfrentar essa "emergência".

Segundo o Washington Post, Trump deve recorrer, em nome da "segurança nacional", ao mesmo artigo de lei utilizado para seu polêmico decreto migratório que buscou impedir o acesso de refugiados de vários países de maioria muçulmana.

Esse decreto foi finalmente validado em uma versão alterada pela Suprema Corte.