Topo

Comboio de combatentes curdos e feridos deixa cidade cercada na Síria

Soldados pró-Turquia da Síria participam de ofensiva contra áreas controladas por curdos - Nazeer Al-khatib / AFP
Soldados pró-Turquia da Síria participam de ofensiva contra áreas controladas por curdos Imagem: Nazeer Al-khatib / AFP

Ras al-Ain, Síria

20/10/2019 10h32

Um comboio que transportava feridos e combatentes curdos das Forças Democráticas Sírias (FDS) abandonou neste domingo a cidade de Ras al Ain, norte da Síria, cercada por forças turcas e seus aliados sírios.

O comboio, de mais de 50 veículos, incluindo ambulâncias, partiu do hospital da cidade, que é considerado uma linha de demarcação entre os beligerantes. O hospital estava em chamas após a saída do comboio.

Um acordo de trégua anunciado na quinta-feira implica uma retirada das forças curdas da região de fronteira em troca da interrupção da ofensiva que a Turquia iniciou em 9 de outubro no norte da Síria, além da abertura de corredores humanitários.

Ancara chama de "terroristas" as milícias curdas sírias por seus vínculos com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que protagoniza uma guerrilha violenta na Turquia desde 1984.

Notícias