Topo

Piñera propõe 'acordo social' em resposta a protestos no Chile

21/10/2019 21h10

Santiago, 22 Out 2019 (AFP) - O presidente chileno, Sebastián Piñera, propôs na noite desta segunda-feira (21) um "acordo social" para fazer frente às demandas expressas durante as intensas manifestações que duram quatro dias e deixaram 11 mortos em todo o Chile.

"Amanhã (terça) me reunirei com presidentes de partidos, tanto do governo quanto da oposição, para poder explorar e oxalá avançar para um acordo social que permita a todos nos aproximarmos com rapidez, eficácia e também responsabilidade para melhores soluções aos problemas que afligem os chilenos", afirmou o presidente em mensagem pública.

pa/pb/rsr/mvv

Notícias