PUBLICIDADE
Topo

EUA e GB acusam Rússia de ataques cibernéticos na Geórgia em 2019

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da AFP, em Londres

20/02/2020 15h41

Os Estados Unidos e o Reino Unido acusaram nesta quinta-feira os serviços de inteligência militar russos (GRU) de serem os responsáveis pelos ataques cibernéticos cometidos em 2019 contra a Geórgia.

"A perigosa e desavergonhada campanha de ataque cibernético do GRU contra a Geórgia, um país soberano e independente, é totalmente inaceitável", declarou o ministro das Relações Exteriores britânico, Domic Raab, em comunicado.

"O governo russo pode escolher: continuar com essa atitude agressiva ou se tornar um parceiro responsável que respeite o direito internacional", alertou.

O Departamento de Estado dos EUA evocou, por sua parte, "ataques cibernéticos generalizados" a milhares de sites na Geórgia e os descreveu como "operações para semear divisões, criar inseguranças e atacar instituições democráticas".

Washington pediu à Rússia que "cessasse esse comportamento na Geórgia e em outros lugares".

O Centro Nacional de Cibersegurança (NCSC) britânico estimou "com a maior probabilidade que em 28 de outubro de 2019 o GRU realizou ataques cibernéticos perturbadores em larga escala", afirmou o Ministério das Relações Exteriores.

Esses ataques foram direcionados a sites do governo da Geórgia, tribunais, ONGs, mídia e empresas.

Internacional