PUBLICIDADE
Topo

EUA aprova primeiro jogo de 'terapia digital' para TDAH

16/06/2020 14h09

Washington, 16 Jun 2020 (AFP) - As autoridades de saúde dos Estados Unidos aprovaram o primeiro tratamento baseado em um jogo para crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), um sinal da tendência para a "terapia digital", ou para o uso de aplicativos e softwares para tratar certas condições.

A Food and Drug Administration (FDA, agência que regula o setor de remédios e alimentos nos Estados Unidos) disse na segunda-feira (15) que aprovou a venda com prescrição médica do jogo EndeavorRX, da empresa de tecnologia de saúde Akili Interactive, para crianças de 8 a 12 anos diagnosticadas com TDAH.

A agência afirmou que é a primeira terapia digital para tratar TDAH, bem como a primeira terapia baseada em jogos aprovada para qualquer tipo de condição.

Projetado para melhorar a função cognitiva, o jogo faz parte de um programa que também pode incluir outros tipos de terapia, medicamentos e programas educacionais.

"O dispositivo EndeavorRx oferece uma opção não farmacológica para melhorar os sintomas associados ao TDAH em crianças e é um exemplo importante do campo em expansão da terapia digital", afirmou odiretor do Centro de Dispositivos e Saúde Radiológica da FDA, Jeffrey Shuren.

A terapia digital foi aprovada para certos tratamentos, como transtornos de dependência, e está sendo testada para uma variedade de outras condições, que variam de dor crônica a ansiedade.

O EndeavorRX permite que as crianças controlem personagens de desenhos animados em uma espécie de hoverboard. Foi projetado para direcionar e ativar sistemas neurais através de estímulos sensoriais e desafios motores para melhorar o funcionamento cognitivo.

"Estamos orgulhosos de fazer história hoje com a decisão da FDA", disse o diretor-executivo da Akili, Eddie Martucci.

"Com o EndeavorRx, estamos usando a tecnologia para ajudar a tratar uma condição de uma maneira totalmente nova, pois nos concentramos diretamente na função neurológica com um tratamento que parece entretenimento", explicou.

A aprovação do EndeavorRx ocorreu após estudos envolvendo cerca de 600 crianças diagnosticadas com TDAH.

De acordo com a empresa, a pesquisa descobriu que, após quatro semanas de tratamento com o EndeavorRx, um terço das crianças não tinha mais um déficit de atenção mensurável em pelo menos uma medida de atenção objetiva. Além disso, cerca de metade dos pais viu uma mudança significativa nas dificuldades diárias de seus filhos.

rl/jm/ll/yow/mr/tt

Notícias