PUBLICIDADE
Topo

Japão pode flexibilizar restrições de acesso adotadas por coronavírus

23/09/2020 07h56

Tóquio, 23 Set 2020 (AFP) - O Japão está considerando flexibilizar, a partir de outubro, as restrições de entrada relacionadas à pandemia da covid-19, permitindo o acesso de estrangeiros por uma estada de mais de três meses - informou a imprensa japonesa nesta quarta-feira (23).

Os turistas seriam excluídos deste dispositivo, e o número de entradas diárias seria limitado a 1.000, afirmam os jornais, no momento em que o Japão tenta reiniciar sua economia ameaçada pelo coronavírus e se prepara para sediar as Olimpíadas de Tóquio, adiadas para 2021.

Hoje, o Japão proíbe a entrada de viajantes de 159 países e aceita apenas, sob rígidas condições, o retorno de seus residentes estrangeiros desses países a partir do início de setembro.

O arquipélago japonês também permitiu, mais uma vez, a chegada de viajantes a negócios de sete países e territórios, entre eles Tailândia, Vietnã e Taiwan.

Essa reabertura parcial das fronteiras não gerou novos casos de coronavírus no Japão.

Por isso, o governo estuda agora a possibilidade de permitir a entrada de viajantes de todo mundo com vistos adequados, de acordo com diferentes veículos, entre eles o o jornal Asahi, que cita fontes oficiais.

Ao ser questionado pela AFP nesta quarta, um funcionário da imigração não quis comentar esta informação, limitando-se a declarar que estão em curso negociações com vários países para permitir a entrada de viajantes de negócios.

O governo "estudará como aceitar novos visitantes estrangeiros, ao mesmo tempo em que evita o ressurgimento de infecções" do coronavírus, disse o porta-voz do governo, Katsunobu Kato, em uma entrevista coletiva regular nesta quarta-feira.

As Olimpíadas de Tóquio estão programadas para o verão de 2021, e o Japão já iniciou discussões sobre como administrar as chegadas e os movimentos de atletas e espectadores.

kh-mac/etb/sl/mab/zm/tt