PUBLICIDADE
Topo

ONU e países europeus pedem que Israel permita eleições palestinas em Jerusalém Oriental

22/04/2021 15h44

Nações Unidas, Estados Unidos, 22 Abr 2021 (AFP) - As Nações Unidas e os membros europeus do Conselho de Segurança pediram nesta quinta-feira (22) a Israel que permita que os palestinos que vivem em Jerusalém Oriental votem nas eleições legislativas palestinas de 22 de maio, destacando a necessidade de uma votação "livre, justa e inclusiva".

"É muito importante que os palestinos de todas as partes dos territórios palestinos ocupados possam participar deste processo democrático tão importante", disse em sua sessão informativa diária o porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric, ao ser questionado sobre a rejeição de Israel em permitir uma votação em Jerusalém Oriental, que o Estado judeu anexou em 1967.

Em uma declaração conjunta após a reunião, Estônia, França e Irlanda - membros atuais do Conselho de Segurança - junto aos ex-membros Alemanha e Bélgica, também pediram a realização das eleições em Jerusalém Oriental.

"Pedimos às autoridades israelenses que facilitem a realização de eleições em todo o território palestino, incluindo Jerusalém Oriental, de acordo com os compromissos adquiridos nos Acordos de Oslo, e que facilitem a participação de observadores internacionais em todo o território palestino ocupado", diz a declaração europeia, que elogiou "o compromisso construtivo das facções palestinas".

O presidente palestino, Mahmud Abbas, que poderia perder as eleições presidenciais de acordo com várias pesquisas, disse que as eleições não poderiam acontecer sem a participação de cerca dos 6.300 palestinos de Jerusalém Oriental.

Na segunda-feira, a Comissão Eleitoral Palestina disse que a maioria dos palestinos de Jerusalém Oriental pode votar nos colégios eleitorais dos arredores de Jerusalém, inclusive Cisjordânia.

prh/led/yo/lda/aa