PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Urso mata pedestre e reacende debate sobre a caça na Eslováquia

Hoje há 2.700 ursos pardos na Eslováquia - Lajos Berde via The New York Times
Hoje há 2.700 ursos pardos na Eslováquia Imagem: Lajos Berde via The New York Times

16/06/2021 11h52

As autoridades eslovacas anunciaram hoje que um urso matou um homem de 57 anos, cujo corpo foi encontrado há dois dias, reacendendo o debate sobre a proibição da caça deste animal.

"É o primeiro caso conhecido de um encontro fatal com um urso na história da Eslováquia [moderna]" , declarou à AFP Marina Debnarova, da agência de Estado encarregada das florestas, Lesy SR, referindo-se à atual situação territorial do país.

O corpo destruído de um pedestre foi encontrado na segunda-feira (14), cercado de pegadas de urso, no vale de Bansko, a 250 km de Bratislava.

"O homem foi mordido na cabeça e na nuca, e uma autópsia confirmou que morreu como consequência das feridas causadas por um urso", destacou Marina Debnarova.

O acidente provocou a indignação dos caçadores, que exigem a revogação da proibição da caça de ursos.

"Fizemos todo o possível para proteger os ursos. Agora chegou a hora de protegermos as pessoas", afirmou o responsável da associação de caçadores eslovacos, Imrich Suba.

Segundo ele, a população de ursos pardos na Eslováquia, que chegou a 20 indivíduos nos anos 1920, supera hoje 2.700 animais, número que coincide com o da agência florestal.

Internacional