PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
5 meses

Kremlin não quer revelar sua posição antes das negociações com a Ucrânia

28/02/2022 08h01

Moscou, 28 Fev 2022 (AFP) - O Kremlin não quer revelar sua posição antes das negociações que devem começar em breve com a Ucrânia, afirmou nesta segunda-feira o porta-voz do Kremlin.

"Não vou anunciar nossas posições. As negociações devem acontecer em silêncio", explicou Dmitri Peskov durante o encontro diário com a imprensa.

"Vamos deixar que os negociadores se estabeleçam", completou.

As delegações russa e ucraniana estão na região bielorrussa de Gomel, perto da fronteira com a Ucrânia, nas primeiras negociações desde o início da ofensiva determinada por Vladimir Putin na quinta-feira.

Kiev pretende exigir um cessar-fogo "imediato" e a retirada das tropas russas, anunciou nesta segunda-feira o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

"Cada hora que o conflito de prolonga, cidadãos e soldados ucranianos morrem. Nós nos propusemos a chegar a um acordo, mas tem que ser do interesse das duas partes", declarou o negociador russo e conselheiro do Kremlin, Vladimir Medinski.

O presidente Putin afirmou no início da ofensiva que pretendia "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia, ao mesmo tempo que acusou Kiev de ter orquestrado um suposto "genocídio" da população de língua russa.

pop/alf/all/pz/mar/zm/grp/mar/fp