PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Indonésia exclui presença de Putin no G20, afirma premiê italiano

28/06/2022 11h13

Castelo de Elmau, Alemanha, 28 Jun 2022 (AFP) - O chefe de Estado indonésio Joko Widodo excluiu a presença do presidente russo Vladimir Putin da cúpula do G20 em novembro em Bali, afirmou o primeiro-ministro italiano Mario Draghi nesta terça-feira (28).

"Quanto à presença do presidente (russo) Putin (...), o presidente Widodo a exclui, foi categórico, não virá", afirmou Draghi durante coletiva de imprensa após a cúpula do G7 no Castelo de Elmau em Baviera (Alemanha).

"O que poderia acontecer é um discurso à distância, já veremos", acrescentou.

O presidente Widodo, cujo país ocupa a presidência rotativa do G20, representou a Indonésia como país convidado à cúpula do G7 na Alemanha em 26 e 27 de junho.

No entanto, o conselheiro do Kremlin, Yuri Ushakov, afirmou nesta segunda-feira que Putin espera comparecer à cúpula do G20.

"Recebemos o convite oficial (...). Respondemos oficialmente dizendo que estamos interessados em participar", declarou Ushakov à imprensa.

No entanto, destacou que ainda resta "muito tempo" antes da cúpula prevista para 15 e 16 de novembro, sugerindo que o formato da participação russa poderia mudar.

"Mas, por enquanto, o convite está (feito) para uma participação presencial", reiterou.

A Indonésia criou a polêmica ao convidar a Rússia à cúpula das 20 economias mais desenvolvidas, apesar das acusações de crimes de guerra contra Moscou após a ofensiva russa na Ucrânia em 24 de fevereiro.

Os países ocidentais, com os Estados Unidos à frente, pressionam a Indonésia para que exclua a Rússia deste encontro.

glr/ljm/clr/me/mb/aa