PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Rússia afirma que tem mais de 6.000 prisioneiros de guerra ucranianos

30/06/2022 07h31

Moscou, 30 Jun 2022 (AFP) - A Rússia anunciou que tem mais de 6.000 prisioneiros de guerra ucranianos e confirmou que trocou, na quarta-feira, 144 combatentes ucranianos pelo mesmo número de russos e separatistas pró-Moscou.

"O número total de militares ucranianos capturados ou que se renderam supera 6.000", afirmou em um comunicado o porta-voz do ministério russo da Defesa, Igor Konashenkov.

Não foi possível verificar o número com fontes independente.

Konashenkov também confirmou que Kiev e Moscou trocaram 144 prisioneiros na quarta-feira, como anunciou o governo ucraniano. Esta foi a maior operação do tipo desde o início da ofensiva, em fevereiro.

"Quase todos (os combatentes russos e pró-Moscou) que foram liberados estão feridos ou gravemente feridos. Estão recebendo os atendimentos médicos necessários", declarou Konashenkov.

bur/pz/es/zm/fp