Ex-primeira-dama Rosalynn Carter é sepultada após homenagem nacional

A ex-primeira-dama dos Estados Unidos Rosalynn Carter, que morreu na semana passada aos 96 anos, foi sepultada nesta quarta-feira (29) em um funeral privado em sua cidade natal no estado da Geórgia, após ter recebido esta semana uma homenagem nacional.

Muito envolvida nas campanhas e na carreira política de seu marido, Jimmy Carter, Rosalynn distinguiu-se por seu compromisso com a democracia, os direitos humanos e as questões de saúde através de uma rede mundial de atividades beneficentes.

Sua família e seus entes queridos lhe renderam uma última homenagem na igreja batista que o casal Carter frequentou durante décadas.

Vestidos de luto, alguns usavam colares de flores em alusão ao período que o casal passou no Havaí, quando o então futuro presidente estava na Marinha.

Depois da missa, o cortejo fúnebre atravessou a localidade de Plains, onde ambos nasceram e viveram grande parte de suas vidas, antes de chegar à modesta casa dos Carter.

Rosalynn foi enterrada dentro da propriedade, informou a imprensa americana. Seu marido Jimmy, de 99 anos e em cuidados paliativos desde fevereiro, esteve presente na cerimônia.

Jimmy Carter, presidente dos Estados Unidos entre 1977 e 1981, já tinha comparecido à cerimônia de terça-feira em Atlanta em homenagem à sua esposa, com quem se casou em 1946.

Ele estava acompanhado de outros ex-chefes de Estado e primeiras-damas, bem como do atual presidente, Joe Biden.

Rosalynn Carter morreu em 19 de novembro, dois dias após entrar em cuidados paliativos.

Continua após a publicidade

aem/pno/erl/db/yr/mvv/rpr/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora