Quatro migrantes marroquinos morrem em frente à costa sul da Espanha

Quatro migrantes marroquinos foram encontrados mortos no mar nesta quarta-feira (29), em frente à cidade de Cádiz, no sul da Espanha, perto da embarcação que os transportava, informou uma fonte policial à AFP.

Os quatro marroquinos foram encontrados "a priori afogados", perto do barco em que viajavam outros 32 imigrantes marroquinos, que desembarcaram em duas praias próximas a Cádiz, informou a mesma fonte.

Dos que chegaram à costa, quatro tinham hipotermia e um deles foi hospitalizado.

A polícia abriu uma investigação sobre os fatos.

A vice-presidente do governo de esquerda espanhol, Yolanda Díaz, se disse "horrorizada" com a tragédia e pediu, pela rede social X (antigo Twitter) que a União Europeia (UE) adote uma política migratória "que acolha e inclua" quem "vêm em busca de uma vida melhor [...], para que nossos mares e oceanos deixem de ser uma vala comum".

A Espanha é uma das principais portas de entrada na Europa para os migrantes irregulares. Muitos chegam pelo Mediterrâneo Ocidental, em embarcações que partem do Marrocos ou da Argélia.

Entre 1º de janeiro e 15 de novembro, 13.044 imigrantes chegaram à Espanha continental ou ao arquipélago das Baleares. O número é 11,5% superior ao do mesmo período do ano passado, segundo os dados mais recentes do Ministério do Interior espanhol. 

tpe/du/an/mvv/rpr

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora