COP28: Espanha adere à aliança para abandonar investimentos em fósseis

Espanha, Quênia e Samoa se juntaram, nesta terça-feira (5) na COP28, a uma aliança de países empenhados em acabar com os investimentos em energia fóssil. 

A Beyond Oil and Gas Alliance (BOGA) nasceu em 2021 e já conta com 24 membros, detalhou o ministro dinamarquês da Política Climática, Dan Jorgensen, em coletiva de imprensa. 

A Espanha, lembrou sua ministra da Transição Ecológica, Teresa Ribera, já aprovou uma lei que proíbe o investimento público em novos projetos de petróleo e gás. 

"A verdadeira mudança é que temos que ser muito claros com este" objetivo de abandonar as energias de origem fóssil na COP28, declarou Ribera. 

O abandono dos combustíveis fósseis é um dos temas em discussão na 28ª Conferência do Clima da ONU, em Dubai.

Os quase 200 países reunidos em Dubai devem fazer um balanço dos compromissos que assumiram no histórico Acordo de Paris de 2015. 

Alguns destes países querem que seja claramente afirmado na declaração final de Dubai, que deve ser discutida até 12 de dezembro, que o mundo deve "eliminar" ("phase out") as fontes de energia que causam gases de efeito estufa. 

Outros preferem uma formulação mais suave, o que equivaleria a uma "redução" ("phase down"). 

"Este ano temos uma grande oportunidade" de conseguir uma menção específica à eliminação", acrescentou a ministra espanhola, cujo país detém a presidência temporária da União Europeia. 

Continua após a publicidade

O grupo BOGA foi fundado pela Dinamarca e pela Costa Rica e inclui Estados e entidades subnacionais, como a província federal canadense de Quebec, que também uniu forças ao projeto.

jz/mb/aa

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes