Ex-presidente Alberto Fujimori deixa a prisão no Peru

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori, 85, condenado a 25 anos de prisão por crimes contra a humanidade, foi libertado nesta quarta-feira (6), sob o amparo de um indulto concedido por razões humanitárias, apesar da objeção da Justiça interamericana.

Fujimori, que sofre de várias doenças, deixou o presídio de Barbadillo, a leste de Lima, às 18h29 locais, acompanhado dos filhos Keiko e Kenji, em um veículo que abriu caminho lentamente entre dezenas de apoiadores do ex-presidente.

"Nosso coração explode de alegria, porque esse homem estava preso injustamente", disse à AFP Nikita, apoiadora do ex-presidente.

O Tribunal Constitucional ordenou ontem a libertação de Fujimori, após restituir um indulto concedido em 2017.

A Corte Interamericana de Direitos Humanos havia pedido hoje ao governo peruano que se abstivesse de libertar o ex-presidente até que fosse analisada a legalidade da decisão do Tribunal Constitucional. O governo de Dina Boluarte, no entanto, autorizou a libertação.

cm/vel/dga/ic/am/lb

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora