Milhares de pessoas protestam contra o antissemitismo na Alemanha

Milhares de pessoas protestaram contra o antissemitismo e o racismo, neste domingo (10), em Berlim, onde aumentaram os incidentes deste tipo desde o início da guerra em Gaza.

Cerca de 3.200 pessoas enfrentaram a chuva para participar da manifestação no centro da capital da Alemanha, segundo uma porta-voz da polícia.

O antissemitismo virou um "lugar comum" na sociedade, disse Josef Schuster, presidente do Conselho Central de Judeus na Alemanha, dirigindo-se à multidão que participava da marcha.

"Às vezes não reconheço este país", acrescentou.

A Alemanha registrou centenas de delitos criminais relacionados com a guerra em Gaza desde que o conflito foi desencadeado pelo ataque do Hamas a Israel em 7 de outubro.

Têm sido registrados, em particular, um aumento no número de incidentes antissemitas, incluindo o ataque com coquetéis molotov, em outubro, contra uma sinagoga em Berlim. 

"Quando falo hebraico na rua, sempre me viro para ver quem está perto", disse à AFP Nadine Meshulam, uma israelense residente em Berlim, durante a manifestação.

Um protesto pró-palestino também reuniu neste domingo, no centro de Berlim, cerca de 2.500 pessoas, segundo a polícia.

O ataque do Hamas em 7 de outubro deixou cerca de 1.200 mortos, a maioria civis, segundo funcionários israelenses.

Continua após a publicidade

Em retaliação, Israel realiza bombardeios e uma ofensiva terrestre contra o Hamas, que já deixaram quase 18.000 mortos em Gaza, segundo o último balanço do Ministério da Saúde do território palestino, controlado pelo Hamas.

bur-sea/pc/mb/mvv/rpr

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes