Exportações russas para a Europa caem dois terços em 2023

As exportações da Rússia para a Europa caíram mais de dois terços em 2023, prejudicadas pelas sanções que se seguiram à sua ofensiva na Ucrânia, informou o serviço alfandegário russo nesta segunda-feira (12). 

As exportações de mercadorias da Rússia para o continente europeu caíram 68% no ano passado, atingindo 84,9 bilhões de dólares (422 bilhões de reais na cotação atual), indicaram as alfândegas russas, citadas pela agência de notícias Interfax. 

A economia russa, abalada pelas duras sanções ocidentais desde o final de fevereiro de 2022, viu o mercado europeu fechar para ela, especialmente para as exportações de gás natural e petróleo.

A balança comercial russa atingiu 140 bilhões de dólares (695,9 bilhões de reais), quase 60% menos do que em 2022, depois da ofensiva russa na Ucrânia ter feito disparar os preços globais da energia. 

Para enfrentar as sanções, a Rússia direcionou os seus produtos para outros mercados. 

As exportações russas para a Ásia aumentaram 5,6% no ano passado (até 306,6 bilhões de dólares), e as importações do continente asiático aumentaram 29,2% (187,5 bilhões de dólares), de acordo com a alfândega russa. 

Neste contexto de reestruturação da economia russa, a China tornou-se o principal parceiro econômico de Moscou há dois anos.

bur/vk/es/mb/aa

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora