Sobe para 68 o número de mortos após deslizamento de terra nas Filipinas

O número de mortos em um deslizamento de terra na semana passada em uma cidade mineradora no sul das Filipinas aumentou para 68, informaram as autoridades nesta segunda-feira (12). 

Centenas de equipes de resgate estão envolvidas nos esforços de busca há quase uma semana, depois que um deslizamento soterrou parte da cidade de Masara, no sul da ilha de Mindanao, na última terça-feira.

Mais de uma dezena de corpos foram extraídos da lama na segunda-feira e 51 pessoas continuam desaparecidas, incluindo mineradores e moradores, segundo os últimos números divulgados pelas autoridades locais. 

Um balanço anterior informava 54 mortes e 63 desaparecidos.

"Já se passou quase uma semana desde que o incidente ocorreu e... achamos que não há mais pessoas vivas", disse Edward Macapili, porta-voz do escritório provincial de gestão de desastres de Davao de Oro. 

"Há um cheiro nauseante na área e temos que acelerar a extração", acrescentou. Uma área com cerca de 50 metros de profundidade ainda precisa ser revistada, disse ele. 

As autoridades prometeram continuar as buscas até que todas as pessoas desaparecidas fossem encontradas. 

Os deslizamentos de terra são comuns neste arquipélago do Sudeste Asiático devido ao seu terreno montanhoso, às chuvas e ao desmatamento causado pela mineração, pela agricultura ou pela exploração madeireira ilegal.

pam/amj/dhw/es/mb/aa

Continua após a publicidade

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes