Bombardeio em Gaza deixa dois jornalistas da Al Jazeera gravemente feridos

Dois jornalistas da Al Jazeera ficaram gravemente feridos nesta terça-feira (13) em um bombardeio israelense no sul da Faixa de Gaza, informou a rede catari. 

Segundo a Al Jazeera, o correspondente Ismail Abu Omar e o seu cinegrafista Ahmad Matar foram atingidos em um ataque no setor de Rafah, no extremo sul do território palestino. 

A rede denunciou em um comunicado um "ataque deliberado contra as equipes da Al Jazeera" e o classificou como "um crime (...) que se soma aos crimes de Israel contra jornalistas".

O Exército israelense, contatado pela AFP, não fez comentários.

A perna direita de Ismail Abu Omar precisou ser amputada e os médicos tentam salvar a esquerda, anunciou o canal, que também transmitiu imagens do repórter rodeado por médicos em uma sala de operações. 

No caso de Ahmed Matar, ele está "gravemente ferido", acrescentou a Al Jazeera. 

Segundo o Ministério da Saúde do Hamas, os dois jornalistas foram atingidos por um ataque aéreo na cidade de Rafah, onde estão aglomerados 1,3 milhão de palestinos, a grande maioria deles deslocados pelos combates no resto do território.

az-gl/bfi/es/zm/aa

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora