Conteúdo publicado há 2 meses

Desconhecido causa prejuízo de R$ 13 milhões ao abrir barris de vinho de adega espanhola

Quase 60 mil litros de vinho tinto no valor de 2,5 milhões de euros (2,7 milhões de dólares ou 13,3 milhões de reais) se perderam quando um desconhecido abriu vários barris em uma adega no centro da Espanha, denunciou a empresa afetada.

Imagens de câmeras de vigilâncias entregues à AFP pela adega Cepa 21 mostram um indivíduo encapuzado que vai percorrendo os tanques de vinho e os abre, esparramando pelo chão o líquido com denominação de origem controlada Ribera del Duero.

A situação inusitada aconteceu no domingo às 3h30 locais (23h30 de sábado em Brasília) nessa adega situada em Castrillo de Duero, perto de Valladolid, informou a empresa.

No total, 60 mil litros, equivalentes a cerca de 80 mil garrafas, de vários vinhos tintos de alto padrão se perderam, revelou a Cepa 21, que denunciou o crime.

O desconhecido "causou um grande prejuízo econômico (...) mas mais do que isso" cometeu "um atentado contra os trabalhadores da Cepa 21, contra nossos viticultores, que lutam todos os anos para colher a melhor uva", disse nesta terça-feira (20) o presidente da empresa, José Moro, à televisão pública TVE.

"Isso é prejudicar por prejudicar", indicou Moro que qualificou a atitude de ato "sem sentido e com ódio".

"Tudo nos indica que essa pessoa sabia por onde andava e sabia onde estava", já que se moveu com grande rapidez pela adega, acrescentou Moro, que disse ter entregado uma lista de suspeitos à Guarda Civil, que investiga o ato de vandalismo.

Deixe seu comentário

Só para assinantes