MPF reitera pedido de condenação de ex-executivos da Andrade Gutierrez

O Ministério Público Federal (MPF) reiterou hoje (26) à Justiça Federal em Curitiba pedido de condenação de ex-executivos da empreiteira Andrade Gutierrez e ex-diretores da Petrobras investigados na Operação Lava Jato pelos crimes de organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro.

Nas alegações finais entregues ao juiz Sergio Moro, além de pedir a condenação de 11 réus, o MPF quer a devolução de R$ 729 milhões, referente aos valores indevidos pagos a ex-diretores da estatal.

Segundo os procuradores, devem ser condenados Otávio de Azevedo, presidente afastado da empreiteira, Pedro Barusco e Renato Duque, ex-diretores da Petrobras, além de outros investigados.

O empresário Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, o doleiro Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, devem ser beneficiados com redução de pena por terem assinado acordo de delação premiada.

Para os procuradores, a Andrade Gutierrez participava do cartel de empresas que tinham contratos com a Petrobras. A denúncia contra os acusados foi oferecida em julho do ano passado. A empreiteira e as defesas de Renato Duque e Pedro Barusco informaram que não vão se manifestar sobre o assunto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos