ONGs acusam Israel de maus-tratos a prisioneiros palestinos

Os maus-tratos infligidos pelo Shin Bet - serviços de informação internos israelenses, durante seus interrogatórios, são tão sistemáticos que indicam uma política deliberada, afirmaram hoje (24) duas organizações não governamentais do país em um relatório.

O estudo de 70 páginas, publicado pelas organizações israelenses de defesa dos direitos humanos B'Tselem e Hamoked, é baseado em testemunhos de 116 suspeitos interrogados na prisão de Shikma, na cidade israelense de Ashkélon, entre agosto de 2013 e março de 2014.

Segundo o relatório, o terceiro de uma série de estudos sobre os interrogatórios de palestinos, há coincidências com os métodos utilizados em outras instalações.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos