Sequestrador de avião egípcio liberta reféns e quer ver a ex-mulher cipriota

O sequestrador do avião da Egyptair desviado para Chipre pediu para se encontrar com a ex-mulher, que é cipriota, segundo fontes oficiais, e libertou mais cinco pessoas que continuavam retidas a bordo.

O homem exigiu ver a ex-mulher, que vive numa localidade próxima do aeroporto de Larnaca, onde o avião aterrissou, depois de ter sido desviado da rota que fazia entre Alexandria e o Cairo, segundo fontes governamentais cipriotas citadas pela agência France Presse (AFP).

As mesmas fontes revelaram que a mulher está sendo levada para o aeroporto.

O homem já libertou a maioria dos 81 passageiros do avião, segundo a companhia aérea. Ele deixou mais cinco pessoas saírem, aparentemente membros da tripulação, segundo constatou um repórter da AFP.

A rádio pública cipriota adianta que o homem não é egípcio e pediu um tradutor para falar com os negociadores. No entanto, uma fonte da segurança citada pela agência oficial do Egito (Mena) garante que o homem é de nacionalidade egípcia.

Fontes da aviação civil e da companhia aérea revelaram que o homem ameaçou detornar um cinto com explosivos para obrigar o avião a desviar-se da rota que fazia entre duas cidades do Egito e obrigá-lo a descer no aeroporto de Larnaca, no Sul de Chipre.

Fontes da segurança egípcia, citadas pela agência EFE, negaram entretanto que haja explosivos no avião.

O aeroporto de Larnaca está fechado e os voos sendo desviados para outros terminais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos