Processo de impeachment

Polícia Federal identifica suspeitos de ameaçar ministro Teori Zavascki

Daniel Isaia

Correspondente da Agência Brasil, em Porto Alegre

  • Reprodução/Twitter/@VemPraRua_br

    Faixa foi colocada na frente do prédio onde mora o ministro Teori Zavascki

    Faixa foi colocada na frente do prédio onde mora o ministro Teori Zavascki

A Polícia Federal identificou suspeitos de ameaçar e injuriar o ministro do STF Teori Zavascki. Alguns deles foram localizados no Rio Grande do Sul e outros, fora do Estado. A PF não divulgou o número de suspeitos identificados e nem quantas pessoas estão sendo monitoradas.

O inquérito foi aberto há uma semana, na quarta-feira (24), a pedido do próprio ministro Zavascki. Ele recebeu mensagens ofensivas por meio das redes sociais e do endereço de e-mail, depois de ter determinado ao juiz federal Sergio Moro que enviasse ao STF as investigações da Lava Jato que envolviam o nome do ex-presidente Lula, no dia 22 de março.

Em Porto Alegre, manifestantes insatisfeitos com a determinação de Zavascki penduraram uma faixa com os dizeres "Deixa o Moro trabalhar" em frente à casa do ministro do STF. A faixa foi retirada no dia 23.

Segundo a assessoria de comunicação da PF, o departamento vai seguir cruzando dados para identificar todas as pessoas responsáveis pelas ameaças e injúrias contra o magistrado. Depois que todos estiverem identificados, a PF dará seguimento ao processo.

Manifestantes fazem protesto em frente ao prédio de Teori

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos