Radares meteorológicos da Aeronáutica são desligados no DF e em 4 Estados

Sabrina Craide

Da Agência Brasil

O Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (Sisceab) desligou, há duas semanas, cinco radares meteorológicos, localizados em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal. Segundo o órgão, a medida foi tomada devido a restrições orçamentárias.

O Sisceab diz que os radares são ferramentas complementares para a captação de informações meteorológicas e não são utilizados para o controle de tráfego aéreo. "Além dos radares meteorológicos que continuam em operação, o Sisceab tem outras fontes de informação para previsões climáticas, como imagens de satélite e estações meteorológicas de superfície", informou, em nota, o órgão, vinculado ao Comando da Aeronáutica.

Os radares nunca haviam sido desativados, exceto para manutenção de rotina. Atualmente, existem 23 radares meteorológicos no país.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), os radares não são essenciais para a aviação comercial, que trabalha com outras fontes de informação sobre meteorologia. Além disso, as aeronaves comerciais têm recursos de meteorologia e radares embarcados. A medida poderá ter mais impacto para aeronaves menores, que não têm os mesmos recursos tecnológicos.


 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos