Após 19 horas, termina rebelião em presídio no interior paulista

Fernanda Cruz

  • Denny Cesare/Estadão Conteúdo

    A penitenciária tem capacidade para 855 detentos, só que atualmente abriga mais do que o dobro: 1.897 presos

    A penitenciária tem capacidade para 855 detentos, só que atualmente abriga mais do que o dobro: 1.897 presos

Terminou às 12h desta terça-feira (12) a rebelião na Penitenciária Odete Leite de Campos Critter em Hortolândia, interior paulista, segundo a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária). Os três funcionários mantidos reféns foram liberados sem ferimentos.

A rebelião durou 19 horas. A SAP não soube informar se algum detento ficou ferido; e os prejuízos no interior do presídio ainda serão levantados. Umas das possíveis causas da rebelião foi a superlotação. O presídio tem capacidade para 855 presos, mas opera com mais que o dobro de internos: são 1.897 presos, todos em regime fechado.

No início da ocorrência, às 17h de segunda (11), foi acionado o Grupo de Intervenção Rápida, uma força especial da secretaria para ações dessa natureza, que permaneceu dentro do presídio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos