Dólar cai e Bovespa sobe em dia de defesa de Dilma

Wellton Máximo - Repórter da Agência Brasil*

A moeda fechou a R$ 3,232Arquivo/Agência Brasil

O dólar teve teve forte queda, e a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) subiu nesta segunda-feira (29), dia em que a presidenta afastada Dilma Rousseff apresentou sua defesa no julgamento do processo de impeachment no Senado. O dólar comercial fechou vendido a R$ 3,232, com queda de R$ 0,039 (-1,21%). A cotação voltou a cair depois de duas sessões seguidas de alta.

A moeda norte-americana começou o dia operando em alta, mas reverteu a tendência ainda durante a manhã, após o discurso de Dilma. A queda ampliou-se à tarde, até a cotação encerrar na mínima do dia. A divisa acumula queda de 0,33% em agosto e de 18,13% em 2016.

Como tem feito diariamente nos últimos meses, o Banco Central vendeu US$ 500 milhões em contratos de swap cambial reverso para tentar conter a queda da moeda norte-americana. Esse tipo de operação equivale à compra de dólares no mercado futuro.

O dia também foi de ganhos na Bolsa de Valores. O Ibovespa, índice da Bolsa de São Paulo, subiu 1,55% e fechou aos 58.610 pontos, no melhor nível desde o último dia 19. As ações da Petrobras, as mais negociadas, puxaram os ganhos. Os papéis ordinários (com direito a voto em assembleia de acionistas) encerraram o dia em R$ 15,19, com alta de 1,54%. As ações preferenciais (com prioridade na distribuição de dividendos) fecharam em R$ 12,87, alta de 2,55%.

Além do julgamento do impeachment da presidenta afastada, o mercado está sendo afetado pelas expectativas em relação aos juros nos Estados Unidos. Na semana passada, declarações de um dos vice-presidentes do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) indicaram que o órgão pode aumentar os juros da maior economia do planeta antes do fim do ano.

Juros mais altos nos países desenvolvidos estimulam a retirada de capitais financeiros de países emergentes, como o Brasil, pressionando para cima a cotação do dólar. No fim da semana passada, o dólar subiu depois dos sinais do Federal Reserve, mas reverteu parte da alta nesta segunda-feira, num movimento de realização de lucros. Quem ganhou com a valorização da moeda norte-americana vendeu um pouco hoje nos mercados internacionais.

*Com informações da Prensa Latina

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos