No Rio, manifestantes protestam contra impeachment de Dilma

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil

Centenas de manifestantes fizeram um protesto no centro do Rio, na noite desta quarta-feira (31), contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. A concentração foi na Cinelândia, onde os ativistas fizeram discursos contrários ao processo que levou à saída definitiva de Dilma da Presidência da República e à posse do presidente Michel Temer em seu lugar.

Apoiados por um carro de som, os manifestantes deixaram a Cinelândia e partiram pela Rua Santa Luzia, onde fica a sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Em frente ao prédio da entidade, os ativistas fizeram uma pausa e discursaram contra a posição da Firjan pelo impeachment de Dilma. Participaram centrais sindicais, entidades estudantis e grupos da sociedade civil, além de pessoas sem ligação com esses grupos.

O policiamento foi reforçado e um carro de polícia ficou estacionado em frente à entrada principal do edifício para evitar uma possível invasão. Porém, não houve vandalismo, nem violência e os manifestantes prosseguiram a manifestação.

Houve uma nova concentração em frente à Assembleia Legisaltiva do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), quando os ativistas ocuparam as escadarias do prédio e novamente discursaram contra o impeachment. Por volta das 21h15, os primeiros manifestantes começaram a se dispersar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos