Comissão do Senado rejeita requerimentos para ouvir Geddel e Calero

Yara Aquino

Da Agência Brasil

  • Alan Marques/ Folhapress

    Marcelo Calero (segundo à direita) conversa com Geddel Vieira Lima durante encontro de ministros em julho

    Marcelo Calero (segundo à direita) conversa com Geddel Vieira Lima durante encontro de ministros em julho

A Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado rejeitou nesta terça-feira (29) requerimentos apresentados pelo senador Humberto Costa (PT-PE) para ouvir os ex-ministros da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e da Cultura, Marcelo Calero sobre o episódio que levou à saída dos dois do governo Temer.

Costa queria que os ex-ministros fossem ouvidos para esclarecer acusação de Calero de que teria sido pressionado por Geddel para reverter um embargo à construção de um prédio em Salvador.

Os líderes do governo no Congresso Nacional, Romero Jucá (PMDB-RR), e no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), votaram pela rejeição dos requerimentos.

Marcelo Calero pediu demissão no último dia 18 e deu entrevista alegando que sofreu pressão por parte de Geddel para liberar a construção de um edifício de alto padrão em Salvador embargado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O ex-ministro disse mais tarde ter sido pressionado também pelo presidente Michel Temer, que teria interferido no caso em nome de Geddel.

Na última sexta-feira (25), Geddel entregou a Temer carta de demissão onde diz que "avolumaram-se as críticas" contra ele e que, diante da dimensão das interpretações dadas, pedia desculpas aos que estavam sendo por elas alcançados.

* Com informações da Agência Senado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos