Fiocruz inicia produção de teste simultâneo de zika, dengue e chikungunya

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) iniciou a produção dos primeiros lotes de teste simultâneo de zika, dengue e chikungunya para atendimento ao Sistema Único de Saúde (SUS). A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro do teste, chamado Kit ZDC, na segunda-feira (19).

O kit detecta o material genético dos três vírus (RNA) em tempo real e o resultado é obtido no mesmo dia. Também permite o diagnóstico na fase aguda da doença, quando os sintomas clínicos das três infecções se manifestam e necessitam de um diagnóstico laboratorial preciso e discriminatório. "Temos satisfação em entregar essa inovação à sociedade brasileira. Estamos mobilizados para responder à grave situação do vírus Zika e da microcefalia, e esta é parte importante dos nossos esforços", disse o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha.

O produto faz o diagnóstico molecular com detecção e diferenciação da infecção. A inovação é fruto do trabalho integrado do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) com o Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), sob coordenação do Ministério da Saúde. O kit pode ser usado para o diagnóstico laboratorial dos três vírus, para dois ou para cada um separadamente. 

De acordo com a Fiocruz, as entregas se darão conforme a demanda do Ministério da Saúde.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos