PUBLICIDADE
Topo

Primeiro-ministro da Espanha defende reformas como saída para crise econômica

Fernanda Cruz - Repórter da Agência Brasil

25/04/2017 12h53

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, defendeu as reformas propostas pelo governo brasileiro como forma de superar a crise econômica. Ele comparou a atual situação econômica do Brasil com a já enfrentada e superada pelo governo espanhol. Rajoy participou hoje (25) do Encontro empresarial Brasil-Espanha, na capital paulista. "As reformas são necessárias para que a economia seja cada vez mais competitiva. A Espanha também teve que enfrentar situações de crise sem precedentes, e, graças à agenda de reformas que iniciamos em 2012, conseguimos dar um giro", declarou o primeiro-ministro. Com as reformas, o Brasil superará problemas da sua economia, que ficará mais fortalecida, na opinião de Raroy. "O governo brasileiro precisa continuar", disse. Segundo o primeiro-ministro, atualmente, a economia espanhola mostra recuperação, tendo crescido 3,2% em 2016, com previsão de mais crescimento. "Isso era impensável anos atrás", declarou. De acordo com ele, foram necessárias mudanças radicais para garantir a sustentabilidade das contas públicas e aumento da confiança na Espanha. "A reforma trabalhista foi prioritária e fundamental, assentou as bases para a criação de empregos", disse. "Todas essas reformas foram cruciais para poder aumentar o crescimento", completou. Manifestações O primeiro-ministro espanhol disse que, assim como no Brasil, precisou enfrentar manifestações contrárias às mudanças. "Como sempre, há pessoas que são contra, mas tínhamos certeza de que estávamos fazendo o que se precisa", disse. O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Antonio Pereira, também presente ao encontro, disse que o Brasil terá de superar protestos e greves gerais. "Quero dizer, em nome do presidente [Michel] Temer, nós vamos enfrentar as dificuldades, porque depois virão as soluções, como aconteceu na Espanha", disse Acordo com a União Europeia Raroy disse que pretende acelerar as negociações com objetivo de fechar o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia ainda este ano. O ministro da Indústria informou que concluiu hoje a assinatura de um memorando de entendimento sobre o estabelecimento de cooperações comerciais com a Espanha. O fomento à internacionalização de micro e pequenas empresas brasileiras está entre algumas das prioridades estabelecidas durante a reunião bilateral. O ministro deu as declarações a uma plateia de empresários e pediu iniciativa do setor. "Uma das mensagens que venho reiterando a empresários tanto do Mercosul quanto parceiros da União Europeia é que o engajamento das lideranças empresariais é imprescindível para que alcancemos êxito e acordo de comércio abrangente", disse.