Ministério da Justiça autoriza permanência de força-tarefa em presídios do RN

Wendel A. Sousa*

Penitenciária Estadual de Alcaçuz conta com apoio de agentes federais durante reconstruçãoArquivo/ Sumaia Villela/ Agência Brasil

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Osmar Sarraglio, autorizou a permanência da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) por mais 30 dias em Natal, capital do Rio Grande do Norte. A portaria n° 426 foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (23). Segundo o ministério, o prolongamento da intervenção foi um pedido do governador Robinson Faria.

Os agentes federais de Execução Penal do Departamento Nacional Penitenciário (Depen), auxiliados pelos agentes cedidos pelo governo do estado do RN, atuariam até amanhã (24) . Para o governador, a permanência da força-tarefa é fundamental, devido à reforma dos pavilhões 1 e 2 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. Os agentes cooperam nas atividades de guarda, vigilância e custódia de presos.

Os agentes da força-tarefa atuam na penitenciária desde de 26 de janeiro, após uma rebelião causada por brigas de facções rivais, que destruiu os pavilhões 1 e 2. O motim provocou a morte de 26 detentos.

A FTIP foi criada pelo Ministério da Justiça com o objetivo de apoiar estados com dificuldade nas penitenciárias. A atuação em Alcaçuz é a primeira experiência da força-tarefa.

*Estagiário sob a supervisão da editora Lidia Neves

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos