Operação combate quadrilha que falsificava produtos capilares em São Paulo

Camila Boehm - Repórter da Agência Brasil

O Ministério Público do Estado de São Paulo e Polícia Civil deflagraram hoje (5) a Operação Reparação Absoluta, que investiga uma organização criminosa que falsificava cosméticos capilares em Franca, no interior do estado. A operação prevê o cumprimento de 20 mandados de prisão temporária, cinco de condução coercitiva, além de buscas e apreensões em 50 endereços nas cidades de Franca, Sertãozinho, Leme, Bariri e São Paulo.

De acordo com o MP, eram falsificados cosméticos das marcas L'Oréal, Silicon Mix e Revlon, utilizando substâncias nocivas à saúde e em concentração vedada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Foram encontrados com concentração de 6% de formol.

"Os criminosos atuavam há cerca de quatro anos. De acordo com estimativas, eles possuíam um faturamento mensal de aproximadamente R$ 120 mil com os produtos falsificados. Em todo o período, o grupo totalizou um ganho ilícito de cerca de R$ 6 milhões. Somente em vendas realizadas pela internet no período entre julho de 2015 até a presente data, foi apurado que a organização criminosa movimentou R$ 1,4 milhão, fazendo vítimas em todo o território brasileiro", informou o Ministério Público.

Até o início da tarde, já haviam sido apreendidas mercadorias com valor estimado de R$ 500 mil em um dos depósitos usados pela organização criminosa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos