PUBLICIDADE
Topo

Tufão Pakhar causa uma morte em Hong Kong

Da EFE

27/08/2017 11h23

Uma pessoa morreu neste domingo (27) em Hong Kong após a chegada do tufão Pakhar, que causou também caos no aeroporto da cidade. O tufão, o 14º desta temporada, chegou à cidade de Taishan (província de Cantão) às 9h (horário local, 22h de sábado em Brasília) com ventos de até 110 quilômetros por hora e chuvas intensas. Por enquanto, Hong Kong foi a cidade mais afetada. O motorista de uma caminhonete morreu em um acidente causado pela tempestade, que também forçou o fechamento do aeroporto. Cinquenta aviões estão atolados nas pistas do aeroporto, e 300 voos foram cancelados ou tiveram atrasos. As autoridades de Hong Kong emitiram um alerta de nível 8 (o máximo é 10), o que implica a suspensão de certas atividades dos serviços públicos, escolas e hospitais, bem como a abertura de 27 abrigos. O Serviço Meteorológico Nacional da China emitiu um alerta amarelo e advertiu sobre chuvas muito intensas, em várias províncias do Sul do país. O Pakhar chegou apenas quatro dias depois de outro tufão, o Hato, que causou 17 mortos, nove deles na cidade autônoma de Macau, onde o Exército chinês ajuda na recuperação dos enormes danos causados.