Toffoli arquiva investigação contra Kassab relacionada à inspeção veicular

André Richter - Repórter da Agência Brasil *

  • Marcelo Camargo/Agência Brasil

    O ministro das Cidades, Gilberto Kassab

    O ministro das Cidades, Gilberto Kassab

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli determinou nesta sexta-feira (15) o arquivamento do inquérito que investigava o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. As acusações eram referentes ao período em que Kassab foi prefeito de São Paulo.

O inquérito chegou ao Supremo em março de 2015 e apurava suposto favorecimento à empresa Controlar, responsável, à época, pelos serviços de inspeção veicular na capital paulista.

Na decisão, Toffoli acolheu parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) e entendeu que não há indícios suficientes a respeito da participação do ministro nos supostos ilícitos.

A PGR apontou que as investigações "não reuniram elementos para vincular as cogitadas ilegalidades a Gilberto Kassab" e que "a análise do conjunto da ação penal e das investigações em diferentes esferas conduz à necessidade de arquivamento da investigação no que se refere a Gilberto Kassab".

Em nota, o ministro comemorou a decisão do STF. "Sempre confiei na justiça e estive muito tranquilo, pois todos os meus atos são realizados em defesa do estrito interesse público, da população. O arquivamento reforça minha conduta, sempre em cumprimento à legislação. A Inspeção Veicular em São Paulo foi pioneira no Brasil e trouxe inúmeros benefícios para a população da cidade", afirmou Kassab, que foi representado no inquérito pelo escritório de advogados Bottini & Tamasauskas.

* Com UOL

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos