PUBLICIDADE
Topo

Belo Horizonte confirma terceira morte por febre amarela

Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil

27/01/2018 12h10

O governo de Minas Gerais decretou situação de emergência. O mosquito Aedes aegypti é o transmissor da doençaArquivo/Agência Brasil A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte confirmou a terceira morte na cidade causada por febre amarela desde julho. O homem de 42 anos estava internado em um hospital público e faleceu na última segunda-feira (22). A contaminação ocorreu em um sítio fora da capital mineira, em outro município da região metropolitana, segundo informou a secretaria na noite de ontem (26). Situação de emergência No último dia 20, o governo de Minas Gerais decretou situação de emergência de saúde pública em três regionais do estado por seis meses devido à febre amarela. Além da região de Belo Horizonte, estão sob efeito da medida as áreas de Itabira e Ponte Nova, totalizando 94 cidades. O decreto autoriza a adoção de medidas administrativas para conter o surto da doença, como aquisição de insumos e contratação de serviços de atendimento. Desde julho de 2017 até a última terça-feira (23), foram confirmados no estado 47 casos de febre amarela, com 25 mortes. A contagem não incluí o óbito registrado em Belo Horizonte. Na capital mineira, 134 mil pessoas já foram vacinadas neste ano, deixando a cidade com 88% de imunização. As doses da vacina estão disponíveis em 152 centros de saúde da capital mineira, que podem ser procurados de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h..